Como afeta seu cérebro o que você come

0

Se extrair toda a água do seu cérebro, e dividi-lo em partes nutricionais qual seria o resultado?

A maior parte do peso do seu cérebro desidratado viria de gorduras, também conhecido como lipídios. Na matéria cerebral restante, você encontraria proteínas e aminoácidos, vestígios de micronutrientes, e glicose.

O impacto que o cerebro causa no seu corpo

O cérebro é, sem dúvida nenhuma, mais do que apenas a soma das suas partes nutricionais, cada componente tem um impacto distinto no funcionamento, desenvolvimento, humor, e energia.

Então essa apatia pós-almoço, ou estado de alerta noturno que você pode estar sentindo, isso poderia ser simplesmente os efeitos da comida que ingeriu no seu cérebro.

Gorduras boas : Essenciais para o cérebro

Das gorduras do seu cérebro, as superestrelas são as ômegas 3 e 6. Esses ácidos graxos essenciais, que têm sido associados à prevenção de doenças cerebrais degenerativas, devem ser adquiridos nos alimentos.

Então, comer alimentos ricos em ômega, como nozes, sementes e peixe gordo, é crucial para a criação e manutenção de membranas celulares.

E enquanto as ômegas são boas gorduras para o seu cérebro, o consumo a longo prazo de outras gorduras, como gorduras trans e saturadas, pode comprometer a saúde do cérebro.

Proteínas e Aminoácidos: crescimento e desenvolvimento

Enquanto isso, proteínas e aminoácidos, os nutrientes essenciais do crescimento e desenvolvimento, manipulam como nos sentimos e nos comportamos.

Os aminoácidos contêm os precursores dos neurotransmissores, os mensageiros químicos que transmitem sinais entre neurônios, afetando coisas como humor, dormir, atenção, e o peso.

Eles são uma das razões pelas quais podemos nos sentir calmos depois de comer um prato grande de macarrão, ou mais alerta após uma refeição rica em proteínas.

As combinações complexas de compostos em alimentos pode estimular as células cerebrais a liberar noradrenalina que altera o humor, dopamina, e serotonina.

Mas chegar às células do cérebro é complicado, e aminoácidos têm que competir por acesso limitado.

Uma dieta com uma variedade de alimentos ajuda a manter uma combinação equilibrada dos mensageros cerebrais, e evita que seu estado de ânimo se incline em um lado ou outro

Cérebro e antioxidantes

Como os outros órgãos do nosso corpo, nosso cérebro também se beneficia de um suprimento constante de micronutrientes.

Antioxidantes em frutas e legumes, fortalecem o cérebro dos radicais livres que destroem as células do cérebro, permitindo que seu cérebro funcione bem por um longo período de tempo.

E sem esses micronutrientes poderosos, como as vitaminas B6, B12 e ácido fólico, nosso cerebro seria suscetível a doenças cerebrais e deterioro mental.

Ferro, Cobre, zinco e sódio: fundamentais para saúde do cérebro

Traços de minerais como ferro, cobre, zinco e sódio também são fundamentais para a saúde do cérebro e o desenvolvimento cognitivo precoce.

Para que o cérebro transforme e sintetize com eficiência esses nutrientes valiosos, é necessario um combustível …e muito combustível.

Enquanto o cérebro humano representa apenas cerca de 2% do nosso peso corporal, ele usa até 20% de seus recursos energéticos. A maior parte dessa energia vem de carboidratos, que seu corpo digere em glicose ou açúcar no sangue.

O cérebro avisa de deficiencias nutricionais 

Os lóbulos frontais são tão sensíveis a quedas de glicose, que essa mudança na função mental é um dos principais sinais de deficiência de nutrientes.

Carboidratos

Supondo que estamos recebendo glicose regularmente.  Como que o tipo específico de carboidratos que ingerimos afeta nosso cérebro?

Os carboidratos vêm em três formas: amido, açúcar e fibras.

Enquanto na maioria dos rótulos de nutrição, todos são agrupados em uma contagem total de carboidratos, a razão entre os subgrupos de açúcar e fibra e a quantidade total afetam como o corpo e o cérebro respondem.

Um alimento com alto índice glicêmico, como pão branco, provoca uma rápida liberação de glicose no sangue, e rapidamente vem a queda. Com isso, o açúcar no sangue diminui e também a nossa atenção e humor.

Por outro lado, aveia, grãos e legumes têm liberação de glicose mais lenta, permitindo um nível mais constante de atenção.

Para manter o poder cerebral, optar por uma dieta variada de alimentos ricos em nutrientes é fundamental. Quando se trata do que você morde, mastiga e engole, suas escolhas têm um efeito direto e duradouro no órgão mais poderoso do seu corpo.

Compartilhe

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.