Plantas de interior resistentes e fácil de manter

0

Existem varias  razões pelas quais ter em casa plantas de interior é uma excelente ideia. Elas podem purificar o ar e melhorar seu humor.

As plantas de interior mais resistentes e fáceis de cuidar. São plantas de baixa manutenção, super lindas que adicionam um toque de natureza à sua casa.

1- Espada de São Jorge ( Sansevieria trifasciata laurentii )

Aqui entra toda a família da espada de são Jorge. Esta planta é um todo terreno, um clássico entre as plantas mais fáceis de manter.

A Sansevieria adapta-se perfeitamente a qualquer espaço no interior da casa, embora prefira áreas muito bem iluminadas. No entanto, pode facilmente suportar várias horas de luz solar direta por dia e também espaços com pouca luz.

Você tem que regar muito pouco, só quando o solo está secando.

2 – Dracenas  (Dracaena deremensis)

É uma planta muito bonita (perfeita para decorar a casa) e, acima de tudo, muito durável. Ela é bem resistente á falta dágua . É uma planta indicada para quem tem ar condicionado porque ela aguenta bem esse tipo de ambiente.

As dracenas são tao resistentes que ela mal precisa de nutrientes. Mas caso sua planta está um pouco decaída ou um pouco triste, é so adicionar na terra um pouco de esterco , misturar na superfície e regar. Assim terá uma planta vigorada.

O lugar ideal na casa seria em um espaço claro sem sol direto. É uma planta de crescimento relativamente lento, e pouca rega.

Um único porém, é que a planta tem as folhas um pouco tóxicas que pode ser perigoso  para  crianças e adultos e também aos pets curiosos.  Fique de olho !

planta vaso interior dracena

3 – Cactos (Echinocactus grusonii )

Aqui está incluido todos os cactos. Eles  são uma ótima opção  para quem gosta de plantas de interior.

O Echinocactus é simplesmente uma planta à prova de bombas. Pode ser colocado em qualquer canto da casa.  Mas como os cactos vêm de áreas desérticas, é claro que vão preferir os espaços com muita luz independentemente da luz solar direta.

Devem ser regados com pouquíssima quantidade de água e com muito pouca frequência. Não devemos nos preocupar excessivamente com o fato de a terra estar seca, já que essas plantas costumam passar longos períodos de seca. Além disso, são capazes de armazenar grandes quantidades de água em seus caules ou raízes.

Uma maneira de saber que seu cactos está realmente necessitando agua, é que seu corpo vai começar a diminuir de tamanho e isso significa que está chupando de sua própria água. Pois é só não deixar que isso aconteça.

4 – Aspidistra elatior

Você tem um espaço com pouquíssima luz e não sabe qual planta poderia colocar ali. Bem, não tenha mais dúvidas e coloque uma aspidistra neste  espaço com pouca luz

Esta é uma das melhores opções, se pretende ter plantas de interior resistentes à baixa luminosidade e que requerem pouquíssimos cuidados.

Tente regá-la moderadamente quando o solo começar a secar. A aspidistra é capaz de tolerar tanto o frio como o calor, porém não resiste ao encharcamento. E em nenhuma circunstância o exponha ao sol direto ou a espaços muito claros, pois isso pode matá-la rapidamente.

5 – Cica (Cycas revoluta)

Parece uma palmeira, mas não é . É uma cicadácea. Tem uma vida tremendamente longa e, se bem cuidada, pode até presenciar você se aposentar.

Tem um crescimento lento, mas é muito fácil de cuidar. Um dos erros mais comuns com a Cicas  é que muitas pessoas acreditam que essas plantas suportam perfeitamente o sol direto e as colocam em locais com muita exposição solar.

A princípio, isso é verdade.  Elas são espécies que podem suportar o sol. Mas  você tem que expô-los pouco a pouco ….gradualmente ao sol direto, deixando algumas horas de sol a cada semana para que possam se adaptar a ele.

Se esta indicação não for seguida, as Cicas podem apresentar manchas amarelas em suas folhas, o que pode ser irreversível.

6 – Lírio (Spathyfillum Wallisii)

Se você Procura uma planta que seja resistente, que dure muito tempo e além disso dê flores,  você tem que conhecer o lírio da paz.

É uma planta com flores que pode durar todo o ano. Gosta de áreas claras, embora sempre sem o sol direto.

Aplique rega moderada quando verificar que o solo está seco. Por ter um crescimento relativamente rápido, é necessário transplantá-lo todos os anos para um vaso de tamanho maior.

Isso ocorre porque suas raízes precisam de mais espaço e portanto mais terra.  Esse transplante, com um pouco mais de terra com esterco, fará com que seu lírio tenha uma aparência espetacular.

7 – Aloe vera ( babosa)

Uma das plantas mais conhecidas com o maior número de benefícios para a saúde. Além disso, é uma das plantas mais fáceis de manter.

Precisa de muito pouca água, tolera quase qualquer tipo de luz, seja indireta ou direta e, além disso, suporta muito bem tanto em ambientes quentes como aqueles um pouco mais frios.

Resumindo, é como ter uma planta, mas quase sem perceber que a possuímos graças à sua grande facilidade de atendimento.

8 – Jiboia ou Hera do diabo (Epipremnum aureum )

A jiboia  é uma planta tremendamente versátil, pois, como uma boa trepadeira, pode crescer tanto verticalmente (se colocarmos um guia ou tutor) quanto rasteira como uma planta suspensa.

A rega deve ser moderada. Apenas uma ou duas vezes por semana . Se estiver muito calor é claro que deve ir dando mais frequente.

A planta tem preferência por meia sombra ou luz difusa, mas também se adapta muito bem em locais com o sol pleno ou sombra durante todo tempo.

Talvez o aspecto que mais devamos levar em conta seja o transplante para um vaso maior a cada primavera . jiboia  é uma planta de crescimento muito rápido onde as raízes vão crescer muito e vão ficar sem espaço no vaso para continuar crescendo.


Veja o vídeo deste artigo

Compartilhe

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.