Solarização: desinfetando a terra

0

A solarização é um processo de desinfecção do solo que utiliza a energia solar, sendo assim, um método ecologicamente correto. A técnica tem se mostrado bastante eficaz no combate a insetos, bacterias e microorganismos indesejáveis, melhorando a produção, a qualidade e o desenvolvimento das plantas que serão cultivadas naquele local.

A solarização foi incialmente testada em Israel, há 40 anos. Desde então, essa técnica tem sido utilizada em vários países do mundo, tanto em grandes plantações, quanto em pequenos cultivos. Comparado com outros métodos de desinfecção, a solarização tem um menor custo, é de fácil aplicação, não traz riscos ao aplicador e ainda não prejudica o meio ambiente.

O processo consiste em aproveitar a energia solar por meio de um plástico que se coloca na superfície do solo umidecido. Isso provoca uma grande elevação da temperatura do solo, destruindo todos os agentes patogênicos daquele local. Para melhorar, os organismos benéficos como as bactérias fixadoras de nitrogênio não são afetadas pelo calor gerado.

polarização da terra

Assim que Faz a solarização

1) Primeiramente é preciso preparar o terreno onde a técnica será implementada, seja ele um vaso, ou um pedaço de terra ao ar livre. Retire todas as plantas, pedras, tocos, ervas daninhas e qualquer outro elemento que pode estar naquele solo.

2) Se possível, remexa bastante toda a terra, para conseguir uma boa oxigenação. Caso seja necessário colocar compostos orgânicos ou adubos nesse solo, agora é o momento certo para isso.

3) Regue bastante a terra, para que a água atinja uma grande profundidade.

4) Coloque uma lona (ou um pedaço de lona) especial, feito de polietileno transparente, com espessuras entre 0,025mm a 0,05mm. Evite deixar “bolsões” de ar, o plástico deve ficar bem esticado para evitar perda de calor.

5) Mantenha o local irrigado. De tempos em tempos, levante o plástico para jogar água no solo.

6) Deixe essa terra dessa maneira de 60 a 90 dias. Após esse prazo, retire a lona e plante as mudas.

A técnica pode ser implementada a cada rotação de cultura, sem prejuízo nenhum para o solo. Vale lembrar que a melhor época do ano para realizar a solarização é no verão, quando a radiação solar e a temperatura são mais altas.

solarização do solo

Apesar de todos os aspectos positivos, existem algumas considerações há se fazer a respeito da solarização. Se for adicionado ao solo material orgânico com decomposição incompleta, a temperatura alta acelera o processo de decomposição, fazendo com que a temperatura do solo aumente ainda mais. Isso motiva a formação de gases e substâncias nocivas, com possibilidade de formação de chorume e um forte cheiro de metano. Além disso, é importante lembrar que a área solarizada fica sem produzir nada por mais de um mês, resultando em outro ponto negativo.

Mesmo assim, não se pode negar que a solarização gerou um interesse enorme nos últimos anos, sobretudo pelo fato de se tratar de um método ecologicamente correto, já que atualmente o mundo tem que abrir os olhos para as ações ambientais. Dessa forma, essa é uma ótima dica para você que deseja melhorar a qualidade do seu solo, sem degradar o meio-ambiente.

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.