Como cultivar e manter suculentas HOYA

0

flor de Hoya

Plantas do gênero hoya também são conhecidas como flor de cera, planta de cera, videira de cera porque parecem que suas folhas foram esculpidas em cera. Normalmente você pode encontrá-los em cestos suspensos, com suas vinhas alegremente transbordando.

Características gerais da Hoya 

Hoya é um gênero numeroso de plantas trepadeiras da família Apocynaceae (subfamília Asclepiadoideae) amplamente cultivadas no mundo como plantas decorativas. Existem mais de 200 espécies descritas atualmente e numerosos cultivares feitos pelo homem. Uma das espécies mais difundidas no mercado de plantas ornamentais é a popular Flor de Cera (Hoya carnosa), muito apreciada pelo seu cuidado simples e pela sua floração maravilhosa e aromática. Esta espécie é cultivada principalmente em vasos suspensos com estruturas que permitem rolar o caule ou decorar cercas no jardim.

Caules e folhas

Esta espécie desenvolve caules verdes trepadeiras cilíndricos que podem ultrapassar os 5 metros de comprimento. Esses caules tendem a se tornar lenhosos na base  com o tempo. Os caules são bastante ramificados o que lhes permite cobrir grandes áreas. Nos caules existem grandes folhas ovais (+/- 10 cm de comprimento e +/- 4 cm de largura) e verde-escuras muito carnudas. As folhas persistem na planta por muito tempo ao contrário de outras espécies do gênero.

Flores e frutas

As flores são dispostas numerosas em inflorescências em umbela que surgem das axilas das hastes; os pedúnculos dessas inflorescências podem ultrapassar 6 cm de comprimento.

Cada flor se caracteriza por ter uma consistência dura, apresentando um formato de estrela muito atraente, sendo aromática e medindo +/- 2 cm de diâmetro. As pétalas são soldadas às bases, totalmente brancas e com superfície irregular e cerosa.

As flores duram muito antes de murchar; mais de 5 dias geralmente.

Os frutos são um par de grandes folículos deiscentes (+/- 12 cm de comprimento) com numerosas sementes dentro. As sementes possuem uma estrutura peluda chamada vilano que permite que sejam carregadas pelo vento.

Como cuidar adequadamente

A Hoya são plantas bastante rústicas e não precisa de muito cuidado. As temperaturas de crescimento do verão não têm que exceder 27º Celsius e no inverno não têm que ser inferiores a 10º Celsius. Precisa de muita luz, mas eles não suportam o sol direto. Uma boa prática para fazer a planta com uma bela massa de flores é fixar as hastes em um círculo de metal colocado em semicírculo no vaso.

Irrigação e umidade

As Hoya são regadas abundantemente durante o período primavera-verão, mas tomando muito cuidado para não  ficar encharcado. Não toleram e poderia causar apodrecimento. Durante a estação fria, os regos são significativamente reduzidos e regar apenas para evitar que o solo seque completamente. São plantas que precisam de ambientes úmidos, portanto é necessário pulverizar regularmente as folhas quando estiver quente e manter o ambiente aerado.

Transplantar 

Só é transplantado quando o vaso se torna muito pequeno. Para o transplante utilizamos um bom substrato fértil misturado com areia grossa para promover a drenagem da água de irrigação.

Substrato e adubo

Cresce muito bem em substratos comerciais para plantas suculentas, pois são muito arejados e permitem uma drenagem rápida da água. Este substrato pode ser enriquecido a cada três meses com húmus de minhoca e carvão triturado para atingir um crescimento mais vigoroso. O substrato nunca pode ser compactado porque causará o apodrecimento das raízes.

Flor

Para nos guiar, a planta floresce de primavera a verão. É um bom conselho não cortar o caule de flores uma vez que há tenha murchado pois a planta floresce no mesmo caule, por isso é melhor apenas remover as folhas secas.

Poda

Hoyas não são podadas. Apenas galhos secos ou danificados são removidos no início da primavera para evitar que se tornem um meio de doenças parasitárias.

Pragas e doenças

Bastante resistente a pragas, embora possa sofrer infestações de cochonilhas, ácaros e pulgões. Essas pragas geralmente aparecem em plantas desidratadas ou sob algum estresse causado por erros de cultivo; apenas plantas fracas são infestadas.

Multiplicação

A reprodução pode ocorrer por semente ou cortando perdaços da folha ou caule.

Reprodução de corte

No início do verão, os cortes de uma planta robusta são removidos e que esteja saudavel. Uns 10 centímetros de comprimento é suficiente. Os cortes são cortados logo abaixo do nó, com um corte oblíquo, para ter uma superfície maior e evitar o acúmulo de água na superfície.  Remover todas as folhas localizadas abaixo. Tente garantir que a lâmina esteja bem afiada para evitar desgastar os tecidos e que ela esteja limpa e desinfetada, de preferência à fogo, desta forma não infectaremos a planta.

Polvilhe a parte cortada com um  ENRAIZADOR  e depois plante o corte em uma mistura de turfa e areia em partes iguais e feche tudo com folha de plástico transparente.

Isso ajuda  a que o solo nao fique seco muito rápido enquanto mantém uma temperatura constante. Para evitar que o plástico entre em contato com o corte, coloque varas de madeira que mantenham o plástico levantado.

Coloque on vaso em uma área da casa onde as temperaturas estão em torno de 24 graus Celsius e todos os dias remova o plástico para controlar a umidade do solo, ele tem que ser sempre úmido, e para remover a água de condensação que, sem dúvida, terá se formado sobre o plástico.

Quando as primeiros brotos começam a aparecer, significa que o corte se enraizou. Então você pode transplantar o corte para o pote final e tratar a planta como se fosse adulto.

Compartilhe

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.