8 pragas e enfermidades do tomate e como tratá-las

0

Em outro artigo já falei das 8 maneiras diferentes que você pode plantar essa fruta deliciosa. Este artigo é mais sobre as várias pragas que enfrentamos enquanto cultivamos tomates. Então, aqui estão as 8 principais pragas e enfermidades do tomate que podem impedir você de obter os resultados desejados.

Com a chegada do calor, os primeiros problemas começam a surgir com as nossas plantas . Em particular com o tomate, existe uma grande variedade de pragas e doenças que podem influenciar significativamente nossa cultura. Aqui deixo os principais problemas que vamos encontrar e os possíveis tratamentos.

Pragas e doenças do Tomate – As mais temidas

1 – Mosca minadora/ Larva Minadora/ riscadeira (Liriomyza spp.)

As galerias que formam esta praga são visíveis a olho nu no feixe da folha. O adulto tem um tamanho de 2 mm, preto e amarelo e tem asas de cor clara. Os danos que ocorrem no tomate se originam quando o adulto corta a folha para depositar os ovos ou se alimentar. As galerias que se formam são  feitas pelas larvas e vão enfraquecendo a planta  com o tempo.

Veja AQUI  como eliminar e controlar o Minador de folhas 

mosca minadora

2 – Moscas brancas (Bemisia tabaci)

A fêmea da mosca branca deposita seus ovos na parte de baixo das folhas do tomateiro.  Aparecem algumas esferas visíveis na cor branca. Para alimentar-se, ela suga a planta, enfraquecendo-a, debilitando-a e reduzindo a produtividade e qualidade dos frutos .  Isso pode gerar também o  amadurecimento irregular dos frutos, provavelmente causado por uma toxina injetada por esse inseto.

Quando suga a planta para alimentar-se, os adultos e ninfas liberam um líquido açucarado e com isso  pode ocorrer o desenvolvimento de fumagina sobre os tecidos foliares reduzindo a área fotossintética da
planta.
mosca branca
Danos causados pela Mosca Branca
danos tomate

1- fumagina ( fungo) / 2- tomate com crescimento afetado / 3e 4 – Viroses transmitida pela mosca branca ( a folha fica atrofiada e enrugada )

3 – Tripes ou lacerdinha (Frankliniella schultzei Trybom e Thrips palmi Karny)

Vivem em colônias, tendo como abrigo a parte inferior das folhas mais novas, nas flores, nas hastes e nas gemas apicais do tomateiro, ficando abrigados entre dobras e reentrâncias das plantas. As fêmeas adultas colocam de 100 a 200 ovos, isoladamente, na epiderme das folhas.
Os tripes alimentam-se raspando e perfurando os tecidos da planta e sugam a seiva. Nos locais onde os insetos se alimentam formam-se áreas transparentes, que em seguida necrosam devido à morte dos tecidos. Atacam também as flores, causando esterilidade e/ou prejudicando o desenvolvimento de frutos.
folha gripe
Tripes virus

vírus do vira-cabeça-do-tomateiro

No entanto, além de sugar a seiva e levar os tecidos do tomate á morte, os tripes são portadores de fitoviroses, como é o caso do vírus do vira-cabeça-do-tomateiro. Somente as larvas são capazes de adquirir o vírus, sendo necessário pelo menos uma hora de alimentação na planta infectada para adquirir o virus. Depois de infectadas, as larvas são capazes de transmitir o  vírus durante toda sua vida adulta.

4 –  Aranha vermelha (Tetranychus spp. ) 

A aranha vermelha (ou ácaro vermelho) tornou-se uma das pragas do tomate que mais assusta os agricultores.

Os maiores sintomas que causa no tomateiro podem ser observados (com uma lupa ou ampliação) na parte inferior das folhas, o que causa a perda da cor verde da folha e manchas amarelas muito pequenas (como pontos).

Uma vez que a aranha vermelha avança e a praga se intensifica, teias de aranha aparecem nas folhas e ela pode desfolhar e secar completamente a planta.

As condições climáticas para o desenvolvimento da aranha vermelha são altas temperaturas e ambiente seco.

ácaro e folhas infestada de tomate Como medidas de prevenção e para evitar esta praga, é aconselhável eliminar ervas daninhas e restos de culturas anteriores. Na adulação, é aconselhável não abusar do nitrogênio, pois favorece e muito o desenvolvimento vegetal no qual atrai a aranha vermelha.

Veja AQUI Como evitar e combater a aranha vermelha nos seus tomates 

5 – Traça-do-tomateiro: Tuta absoluta (Meyrick)

No Brasil, essa espécie ocorre durante todo o ano, especialmente no período mais seco, quase desaparecendo em períodos chuvosos.

As traças dos tomates são classificadas como lepidópteros e têm grande capacidade de aumentar a população em pouco tempo, com uma postura superior a 40-50 ovos no ciclo vital.

O dano que ocorre na cultura do tomate aparece quando as larvas entram no interior das folhas, botões ou frutas para se alimentar, criando galerias que acabam secando ao longo do tempo.

traça do tomate

6 – Heliothis (Helicoverpa armígera)

É uma lagarta de cor esverdeada e corpo cilíndrico, com um tamanho que oscila entre 3 e 5 cm e apresenta grande voracidade nas folhas do tomate.

Ataca as folhas, reduzindo seu tamanho e pode também atacar aos frutos que estão em pleno desenvolvimento  e que tem um buraco onde a lagarta entra.

Essas perfurações na fruta geram um foco de entrada para bactérias e fungos.

tomate atacado por praga

7 – Pulgão (A. gossypii e M. persicae. )

Temos dois representantes principais de pulgões  (embora existam alguns mais) em pragas de tomate, A. gossypii e M. persicae.

Eles geralmente afetam as partes mais jovens e sensíveis da planta, como a parte apical ou brotos novos. Eles causam deformações nas folhas á medida que sugam a seiva.

Finalmente, a folha sem o suco celular, se enruga e se retrai  sobre ela mesma perdendo a capacidade fotossintética.

Um dos maiores problemas de pulgões em pragas de tomate é a possibilidade de transmissão de vírus. Até o momento, foram identificadas diferentes tipos de vírus, cujo transmissor é o pulgão, que, quando pica e suga o suco celular, transmite o vírus para a planta, sem possibilidades de cura.

Os pulgões no tomate são responsáveis por praticamente 70% da virose que esta cultura pode sofrer.

pulgão tomate

colônia de pulgões na folha e caule do tomate

Danos causados : 

  • Eles sugam os nutrientes celulares da planta, limitando o crescimento e desenvolvimento dos mesmos. Isso causa deformações e protuberâncias nas folhas e caules.
  • Durante a sucção do suco celular, o pulgão produz melaço, um líquido pegajoso que mancha as folhas e frutos e atrai doenças.
  • Além dos vírus, eles podem emitir substâncias tóxicas à cultura, tornando sua cultura incomível.

veja AQUI Como eliminar os pulgões de maneira natural 

8 – Nematóides (Meloidogyne incognita Kofoid & White, Meloidogyne arenaria Neal y M. Javanica Treub)

É uma das pragas mais problemáticas do cultivo de tomate. Estes são minúsculos (geralmente microscópicos) vermes que infestam o solo.

Nematóides são vermes parasitas que se instalam nas raízes de varias especies de vegetais e principalmente nos tomates. As fêmeas depositam os ovos que se tornam larvas, sofrendo transformações  até se tornarem adultos.

Estas larvas entram por qualquer parte do vegetal que esteja em  contato com o solo úmido, mas principalmente pela ponta dos cabelos absorventes, já que seu estilete não é muito vigoroso.Uma vez alojados nos tecidos, eles não se movem.

Se a planta é um hospedeiro adequado e o clima é adequado ( nem frio nem quente), as fêmeas depositam ovos depois de 20 a 30 dias após terem penetrado como larvas.

nematodos

Danos Causados :

Os sintomas no tomate se manifestam nos nódulos típicos ou espessamento nas raízes que lhe dão o nome comum de “batatinha”.

Esses danos causam a obstrução dos vasos e impedem a absorção pelas raízes, o que resulta em menor desenvolvimento das plantas, murchar  nas horas de maior calor, clorose e nanismo.

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.