Margarida, como plantar e cuidar

0

As margaridas são fáceis de plantar e cultivar. Sã0 plantas perenes, que iluminam o jardim de flores e são ótimas em vasos e arranjos interiores. Embora existam dezenas de variedades de margaridas, as mais populares são a Margarida Shasta (mostrada acima), Margarida Pintada e Margaridas Africanas. As margaridas estão entre as mais populares de todas as flores.  São perfeitos para pessoas  iniciantes na jardinagem e aqueles cujo polegar não é muito verde!

NOME CIENTÍFICO:  Chrysanthemum leucanthemum

NOME COMUM:  margarida, malmequer, crisântemo, bem-me-quer, bonina, margarita, margarita-maior, malmequer-maior, malmequer-bravo, e olho-de-boi

ORIGEM: Ásia: China e Zonas do Hemisfério Norte

CATEGORIA: Herbácia

Dados gerais 

  • Florescem durante todo o ano em várias cores diferentes.
  • Caules longos e ramificados com cores verdes.
  • As margaridas podem ficar com altura superior a 1 metro.
  • Plantas arbustivas com folhagem verde médio a acinzentado.
  • Folhas dentadas, alternadas, sésseis e semicaducas.
  • Flores bissexuais com cores variadas sendo as mais comuns brancas com centro amarelo.
  • Pétalas ovais.

margaridas de diferentes coresComo  cultivar

Clima

A margarida gosta de zonas temperadas e frias, apesar de ser resistente ao frio gosta de bastante sol. Em regiões com geadas tende a ficar dormente no inverno necessitando de mais cuidados.

Solo

    • solo fértil úmido e bem drenado;
    • frescos e alcalinos, e com pouco calcário.
    • deve ser adubado sempre no inverno.

Rego

deve ser feito regularmente e nos dias secos regar abundantemente sem encharcar. O adubo com fertilizante equilibrado pode ser feito de duas em duas semanas.

Poda

A poda deve ser feita nas extremidades dos caules o que irá melhorar sua forma e o aumento de floração. Assim como retirar as folhagens secas.

Deve ser feito na primavera, para enfeitar canteiros, bordaduras, vasos ou serem utilizadas como medicamentos.

Reprodução / Multiplicação 

A margarida pode ser plantada em forma de semente nos meses de primavera e em mudas nos meses de verão. Podendo ser cultivada em estufas nos meses de outono. Caso você viva em lugares com temperaturas amenas durante todo o ano, Pode plantar margaridas quando quiser.

Sua reprodução é rápida e em pouco tempo já é possível ver as primeiras flores surgirem.

Pragas

As margaridas são alvos de pragas e doenças. Conheça algumas:

Nematódeos:  parasitas microscópicos terrestres e aquáticos que se alimentam de fungos podendo causar doenças em plantas. Os sintomas causados são: engrossamento e lesões nas raízes, e folhas com coloração anormal, necróticas e com tamanho reduzido. A planta começa a ter dificuldade de absorver água. O material orgânico no solo previne o ataque pelo parasita.

Afídeos: insetos de pequenas dimensões com coloração verde, amarelada, cinzenta ou negra. Seu nome popular é piolho. Ataca plantas novas como botões e folhas, causando o enrolamento e a deformação das mesmas. Deve ser feito a aplicação de inseticidas frequentemente.

Trípes: visíveis a olho nu parecem pequenos pontos negros. Tem forma de tesourinha, causam deformação nos botões e folhagens que começam a ficar com coloração prateada. Para combatê-los coloque a planta em lugar úmido e fresco.

pragas da margarida

Nematódeos, Afídeos e Trípes: as pragas da margarida

Doenças da Margarida

Ferrugem

É um fungo que causa lesões na coloração das folhagens deixando-as amareladas, vermelhas ou brancas. Podendo afetar folhas, caules, flores e colmos. As lesões causadas são irreversíveis. Para combater a doença existe um tratamento caseiro chamado Calda Bordalesa que é feito com uma mistura de sulfato de cobre, cal hidratada ou cal virgem e água. Veja AQUI como combater a Ferrugem

Phytium

Um fungo que causa podridão de raízes e sementes. O melhor tratamento é a prevenção com cuidados ao solo.

doenças da margarida

Doenças da margarida: Ferrugem e Phytium

Curiosidade

Utilização da Margarida  para Fins Medicinais

As folhas e flores após secas, podem ser utilizadas para o preparo de chã que é recomendado aos brônquios, úlceras estomagais, doenças na bexiga, cólicas e problemas digestivos.

Share.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.