Energia das ondas e marés

0

Além da energia solar, energia eólica, geotérmica e das pilhas de combustível de hidrogênio, a energia das ondas e marés prometem ser outra das possíveis fontes alternativas de energia limpa e renovável de um futuro imediato.

Seu desenvolvimento está evoluindo rapidamente

O que é energia das ondas e marés 

A energia do mar apresenta-se sob três formas:

→ Energia das ondas

→ Energia das marés

→  Térmica

A energia das ondas

é provocada pela ação do vento sobre a superfície do mar, a energia contida nas ondas produz energia mecânica que é transformada em energia elétrica. Quando a onda se desfaz e a água recua, o ar desloca-se em sentido contrário, passa por uma turbina e entra numa câmara para produzir energia. Hoje em dia, utiliza-se mais o movimento de subida/descida da onda para fornecer energia a um gerador que está dentro de um cilindro à superfície da água. Os sistemas para obter energia das ondas são muito pequenos e por isso são apenas suficientes para iluminar uma casa ou algumas bóias de aviso no mar.

A energia das marés

Ou também conhecida por energia maremotriz  deriva da energia do movimento (energia cinética) das águas que atingem menor ou maior altitude – quanto maior a amplitude da maré, maior é a quantidade de energia que se pode produzir. Esta energia pode ser obtida sob dois tipos: a cinética (movimentação das correntes) e a potencial (diferença de altura entre a maré alta e a maré baixa). É extraída através das centrais elétricas (são necessários cinco metros de diferença entre as marés para ser rentável).

 A energia térmica dos mares

é obtida através das diferentes temperaturas que se encontram entre a camada mais quente e superficial e a camada mais fria e profunda do mar. Todos os sistemas para captação de energia térmica necessitam que um tubo de grande diâmetro bombeie a água para a superfície ( a água mais profunda deve ser pelo menos vinte graus mais fria que a água mais quente à superfície). É necessário fazer vários ciclos de troca de calor para gerar eletricidade. Estes sistemas estão mais afastados do meio mundo comercial do que os sistemas de ondas e marés.

usina de energia das ondas

Usina de Pecém- CE (http://www.pensamentoverde.com.br/economia-verde/ceara-possui-primeira-usina-de-ondas-da-america-latina/)

Como funciona

Vamos colocar aqui um exemplo de uma  plataforma  hidroelétrica  implantada nas Ilhas Orcada na Escócia.

Essa plataforma é baseada em um conversor e é bastante simples.

Um grande cilindro oco que fica flutuando na superfície e é conectado por articulações móveis  a uma base que fica ancorada no fundo do mar  a 10 pés de profundidade.

Cada vez que uma onda passa, o cilindro sobe e baixa e esse movimento é transmitido, através das articulações moveis a uns pistões hidráulicos da base do fundo do mar.

Com essa pressão, os pistões bombeiam a agua  que vai canalizada até um gerador de turbina que esta na praia mais próxima.

Por sua vez, a turbina produz eletricidade de uma forma semelhante assim como um gerador hidroelétrico convencional.

usina de ondas dentro da água do mar e a usina transformadora de energia na praia

 Outro modelo de energia das ondas : A  ANACONDA

É um novo conceito de conversor de energia de onda inventado por Rod Rainey and Francis Farley e desenvolvido pelos fabricantes licenciados Checkmate SeaEnergy Ltd.

 

Este sistema consiste essencialmente de um tubo de borracha cheio de água, que é colocado no mar.  Ambas as extremidades deste tubo de borracha estão selados e estão ancoradas  com a cabeça voltada na mesma direção das ondas.

Com o movimento das ondas esse tubo é exprimido e comprimido causando variações de pressão ao longo de seu comprimento e criando ondulações e grande protuberância na agua  que esta no seu interior.

Essas movimentações internas fazem girar uma turbina que está instalada na extremidade final da anaconda de borracha produzindo eletricidade que será transmitida para a terra por meio de cabos.

Uma das principais vantagens deste projeto é o custo do sistema. Devido ao material que utilizam e que não posui partes móveis , a manutenção é bem baixa . De acordo com dados de GreenOptmistic, o custo por KWh é ainda mais alto do que o de termoelétricas ( movida a carvão), mas é mais baixo que as outras fontes alternativas.

Temos que levar em conta que é um projeto bem novo e que ainda esta em fase de testes.

Vantagens e desvantagens

 Vantagens:

→ A fácil previsão de ocorrência das marés;

→ A produção de energia através deste recurso natural não tem qualquer impacto negativo no meio ambiente (excepto a energia térmica pois liberta dióxido de carbono para a atmosfera);

→ é uma energia renovável, ou seja, é uma fonte de energia inesgotável.

 Desvantagens:

 → O valor elevado dos custos de instalação;

só é produzida energia se houver condições geotérmicas adequadas;

a produção de energia é, muitas vezes, intermitente;

→ muitos dos sistemas não resistem a catástrofes naturais.

Assim, apesar de ser uma energia bastante limpa sem qualquer impacto ambiental e bastante rentável para países com uma costa marítima muito longa, também tem as suas desvantagens, seja em que país for (até porque o investimento na sua instalação tem de ser muito elevado).

 

Share.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.